Dr Diego Rafael Reis

Cirurgião Plástico

"Eu acredito na beleza como um valor que faz bem para alma! As simetrias, as proporções a ausência de exageros são ferramentas fundamentais para construção da beleza. O sucesso depende da adequada seleção do paciente, avaliando-o como um todo, entendendo suas expectativas, e respeitando seus limites e do procedimento. Nessa hora os detalhes fazem a diferença."

Cirurgia Plástica

A Cirurgia Plástica é a especialidade médica cujo objetivo é reconstituir partes do corpo humano a fim de corrigir imperfeições naturais ou estéticas. Por isso a especialidade se divide em cirurgia plástica reparadora e cirurgia plástica estética.

​A cirurgia plástica reparadora é a correção cirúrgica de deformidades congênitas, acidentais ou decorrente de doenças. Veja os exemplos a seguir:

  • Cirurgia plástica para reconstrução mamária: em casos de câncer de mama

  • Cirurgia plástica para reconstrução de orelha: em casos de acidentes

  • Cirurgia plástica crânio-maxilo-facial: para corrigir síndromes congênitas e de lábio leporino

  • Cirurgia plástica para tratamentos para sequelas de queimaduras

  • Cirurgia plástica de mão: em casos de traumas e amputações

  • Cirurgia plástica dermatológica: em casos de câncer de pele

  • Cirurgia plástica pós-bariátrica

A cirurgia plástica estética tem a finalidade de melhorar a aparência de alguma parte do corpo e aumenta a autoestima e o bem-estar do paciente. Veja as cirurgias plásticas estéticas mais realizadas no Brasil em ordem decrescente:

Origem e história da cirurgia plástica

O termo “plástica” vem da palavra grega plastikos, cujo significado é moldar ou modelar. Daí a escolha dessa palavra para denominar essa especialidade médica, que tem o objetivo de manipular e mover tecidos do corpo para fins reparadores e estéticos.

Segundo historiadores, os primeiros registros de cirurgias plásticas vêm do século VI, especificamente da região da atual Índia, onde eram feitas cirurgia para a recomposição de narizes, decepados em punição a crimes cometidos.

A cirurgia plástica moderna aparece por ocasião da Primeira Guerra Mundial em resposta à necessidade de reconstrução de corpos mutilados pela guerra, principalmente no fechamento de feridas com pele de outras partes do corpo e para dar uma aparência menos assustadora aos sobreviventes.

Com o tempo, Sir Harold Gilles, considerado o pai da cirurgia plástica moderna, foi aprimorando as técnicas e na Segunda Grande Guerra, já se reparava a face de soldados feridos fazendo com que funções básicas como abrir e fechar olhos e bocas fossem restauradas.

Percebendo os benefícios da técnica, cirurgiões plásticos começaram a manipular tecidos em pessoas normais, com o objetivo de melhorar a aparência, surgindo então a cirurgia plástica estética. No início, esses procedimentos eram extremamente caros e ficavam restritos à elite abastada e a cantores e atores, principalmente de Hollywood.

Hoje em dia é possível a manipulação de tecidos em qualquer parte do corpo em busca de correções ou de melhoria estética. O Brasil é considerado, atualmente, o segundo país com o maior número de cirurgias plásticas realizadas, ficando atrás somente do Estados Unidos. A cirurgia plástica mais realizada é a lipoaspiração.

Horário de Atendimento

Segunda-Sexta: 7:30 - 19 h

Sábado: Fechado

Domingo: Fechado

Antônio de Albuquerque, 194 - 16º Andar - Funcionários, Belo Horizonte - MG,

CEP 30130-005

(31) 3646 3823

(31) 98800 0468

administrativo@aclinic.com.br